HCB EM NÚMEROS

Outubro de 2022

Outubro de 2022

Diárias internação

3.979 > UTI 908

Atendimento ambulatorial

40,7 Mil > CONSULTAS 6,5 Mil

Cirurgias

373

1.132

Raios x

634

Ultrassons

506

Tomografias

44,9 mil

Exames laboratoriais

-

Outras terapias venosas

479

Sessões de hemoterapia

303

Ecocardiogramas

80

Sessões de hemodiálise

389

Sessões de quimioterapia

indicadores

Nª de Funcionários

CLT | Cedidos

1.400 | 45

Nª de Médicos

CLT | Cedidos

293 | 40

Nª de Enfermeiros

CLT | Cedidos

134 | 0


Taxa de Ocupação

Leitos 67,6%

Ambulatórios 80,4%

Falta dos Pacientes

Em consultas médicas 17,6%

Internações

Tempo médio de permanência 7,7 dias

Saídas (altas) 519

24.073.431,91

Satisfação do Usuário

  • Familiar 95,8%
  • Paciente 98,3%
Custo
Variável
Custo
Fixo
  • Material e Medicamentos
  • Refeições
    Pacientes/Acompanhantes
  • Outros
  • Pessoal
  • Encargos
  • Serviços de Teceiros
  • Outros

Variação do Custo Em

  • IPP/HCB -%
  • Fipe Saúde -%
  • IPCA -%
  • INPC -%
Referência | Outubro/2022

Inaugurado em 23 de novembro de 2011, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) realizou mais de 5 milhões e 955 mil atendimentos (5.955.445) até o final de outubro de 2022. Dentre eles, destaca-se a realização de mais de 3 milhões e 698 mil exames laboratoriais e de 790 mil consultas. O HCB realizou, ainda, mais de 352 mil diárias (238.746 internações e 113.705 hospital-dia), 67 mil sessões de quimioterapia, 42 mil transfusões, 11 mil cirurgias ambulatoriais, 30 mil ecocardiogramas, 92 mil raios X, 44 mil tomografias, 60 mil ultrassons, dentre outros. Tudo isso com alto índice de satisfação do usuário (95,8% de ótimo e bom na visão dos familiares e 98,3% de conceito ótimo e bom na avaliação dos pacientes).         

O HCB também divulga, mensalmente, o número de atendimentos realizados pela unidade. Os dados, publicados em cartazes dentro do Hospital, são um resumo do relatório mensal previsto no Contrato de Gestão entre o HCB e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) e incluem, ainda, informações sobre o valor que o Hospital da Criança de Brasília custou ao Governo do Distrito Federal (GDF).