Reflexões sobre a pandemia

18/11/2020

Gestores do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) participaram, na quinta-feira (05/11/2020), de palestra com Lúcia Helena Galvão, professora e filósofa da Nova Acrópole do Brasil. Com o tema “Pandemia, o que você aprendeu com isso?”, Galvão falou sobre a reação do ser humano diante do contexto atual. “Algumas pessoas esperavam que a dor extrema nos unisse, como uma família – ainda não somos, mesmo diante de uma catástrofe dessas proporções”, disse a palestrante, abordando a falta de empatia, compaixão e união entre as pessoas.

O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, lembrou a todos que a pandemia não acabou. “Ainda estamos no meio da crise. É sempre tempo de provocar uma reflexão sobre esse tema”, disse Rehem.

Para Erika Bomer, diretora de Estratégia e Inovação, os valores do HCB são importantes para encarar a pandemia. “Acho que, como Instituição, mantivemos nossa essência de humanização, de transparência, a essência do serviço público de estar disponível e atender as pessoas que precisavam. Também conseguimos incorporar outras coisas importantes do ponto de vista de gestão”, afirmou.

Galvão explicou que essa atitude é o objetivo, pois não se pode deixar que a crise afete os valores e a identidade do HCB. “O Hospital da Criança de Brasília, mais que uma instituição, é uma ideia de que o ser humano merece o melhor. O que vocês vivem é uma experiência social, mais que uma experiência de saúde – por isso foram tão fortes”.

Os participantes aprovaram as questões propostas na palestra. “Ela mostrou que conseguimos resolver alguns problemas individualmente e de forma simples. Mesmo tendo um cenário tão difícil e cruel, podemos fazer alguma coisa para mudar essa situação”, refletiu Elisandréa Kemper, assessora da Superintendência Executiva.

 

Texto: Ana Clara Botovchenco
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke