Profissionais debatem sobre cuidados paliativos

27/10/2020

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) e o Hospital Regional de Ceilândia realizaram, em 13 e 14 de outubro (terça e quarta-feira), a II Jornada de Cuidados Paliativos Pediátricos do Distrito Federal. O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, destaca a importância de se abordar este tema. “Nesse mundo do século XXI, com as pessoas convivendo com doenças crônicas, o que é exigido de nós, muito mais que tentar curar, é cuidar. Em muitos casos, já sabemos da impossibilidade da cura, mas isso não nos impede de continuar trabalhando pelo paciente”, afirma.

Os participantes puderam abordar questões como a comunicação de notícias ruins e o planejamento do cuidado durante o evento – que reuniu mais de 300 profissionais inscritos, de 22 estados brasileiros. Para a preceptora do Programa de Residência Médica em Pediatria no HRC, Andrea Nogueira, esses números são sinal do esforço coletivo pela qualificação dos cuidados paliativos pediátricos. “Isso traduz o quanto nós temos buscado, na área da pediatria, qualificar nossa prática para oferecer o melhor cuidado às crianças, adolescentes e suas famílias”, explica Nogueira.

A coordenadora da Câmara Técnica de Cuidados Paliativos do DF, Thayana Zocolli, ressalta a importância da jornada para o Distrito Federal. “Os cuidados paliativos pediátricos são um grande desafio no Distrito Federal: tanto pela complexidade da nossa rede de atenção à saúde, que também atende crianças do entorno, quanto pelos diversos perfis de crianças que necessitam da abordagem”.

Essa foi a segunda vez que o Hospital da Criança de Brasília se aliou ao HRC para realizar a jornada. O HCB conta com equipe voltada a este tipo de assistência e grupos de estudos sobre o tema e se preocupa com o constante desenvolvimento da área. “Entendemos que ela não se refere só à oncologia nem à fase final de vida, buscamos abrir um pouco mais esse conceito. Acho que isso é a demonstração viva, concreta, da nossa necessidade de assumir esse papel de cuidar dos nossos pacientes”, explica o superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem.

 

Texto: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke