Pais e profissionais conversam sobre fibrose cística

24/09/2020

Para celebrar o mês de conscientização da fibrose cística, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) organizou dois eventos virtuais para reunir pais de usuários que têm essa condição genética, nos dias 8 e 10 de setembro (terça e quinta-feira).

No primeiro dia, o chef de cozinha Marcelo Petrarca ensinou a receita de um arroz carreteiro, que se adequa a uma dieta saudável, hipercalórica e rica em sal. Segundo a gastropediatra Isadora de Carvalho, essas características são importantes para quem tem fibrose cística. “Os pacientes que têm acometimento pulmonar têm uma demanda metabólica maior. Eles precisam ter uma ingesta calórica, em geral, 20% a 50% vezes a mais do que uma pessoa sem a doença”, explica.

Raniele Dantas é mãe de Fábio Dantas Júnior, acompanhado pela equipe de fibrose cística, e achou a receita bastante útil. “Se a criança está bem nutrida, as infeções são mais difíceis de acontecer”, afirma.

O segundo dia contou com palestra da psicóloga e fundadora do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, Verônica Stasiak Bednarczuk, que tem a doença e falou sobre sua experiência. “Foi muito difícil até os 23 anos, mas eu nunca deixei de fazer nada por ser muito doente. Fui uma criança ativa. Uma pessoa com fibrose cística é como qualquer outra”, diz Stasiak.

Depois da palestra, a educadora física e fisiologista Gabriela de Azevedo destacou a importância de fisioterapia e exercícios físicos no tratamento e ensinou um treino simples, que as crianças podem fazer em casa.

 

Texto: Ana Clara Botovchenco
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke