HCB oficializa cooperação com Hospital Sírio-Libanês/SP

29/10/2019

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) assinou, na segunda-feira (21/10/19), termo de cooperação com o Hospital Sírio-Libanês de São Paulo. Estiveram presentes o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto; o coordenador do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) do Ministério da Saúde, Leonardo Reis; o presidente do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), Newton Alarcão; o superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem; a gerente de Assistência de Responsabilidade Social do Hospital Sírio-Libanês/SP, Adriana Moraes e o coordenador da Escola de Transplantes do Hospital Sírio-Libanês/SP, Tadeu Thomé.

Com cooperação entre os dois hospitais, o Hospital da Criança de Brasília se torna Centro Satélite de Transplante de Fígado: até o final de 2020, a equipe brasiliense receberá treinamento dos profissionais paulistas, de modo a se preparar para realizar os transplantes no próprio HCB. O secretário de Saúde do DF destacou a importância da parceria. “Hoje, a gente ganha mais uma casa para fazer os transplantes hepáticos aqui em Brasília; sabemos que essa cooperação visa, realmente, o interesse público, no interesse da vida das pessoas”, disse Okumoto.

“Esse convênio é mais uma oportunidade para aprendermos a fazer o melhor, com segurança e excelência”, disse o presidente do Icipe, Newton Alarcão. O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, concordou que se trata de “mais um passo importante do Hospital em direção ao objetivo de se consolidar como hospital terciário, de referência”. A meta é que o primeiro transplante realizado no próprio HCB seja feito no segundo semestre de 2020.

Com a assinatura do termo de cooperação, o Hospital irá indicar oito profissionais de sua equipe para serem treinados em São Paulo. Segundo a diretora clínica do HCB, Elisa de Carvalho, essa medida ajuda a completar a equipe que realizará esses procedimentos. “Parte da equipe já tem treinamento; o que essa parceria traz é esse estágio de capacitação de profissionais que ainda estão faltando para o time ficar completo”, explicou.

A cooperação entre o Hospital da Criança de Brasília e o Hospital Sírio-Libanês é realizada de acordo com o determinado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), do Ministério da Saúde. A gerente do Hospital Sírio-Libanês/SP, Adriana Moraes, afirmou que o convênio “é um projeto do Ministério da Saúde que o Hospital Sírio-Libanês executa através do Proadi, que tem como objetivo a capacitação e transplante de fígado pediátrico” o objetivo do hospital paulista em participar do Proadi é “devolver ao Sistema Único de Saúde instituições capacitadas”.

Para o coordenador do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) do Ministério da Saúde, Leonardo Reis, a escolha do HCB para receber o treinamento do Hospital Sírio-Libanês/SP via Proadi-SUS “foi muito assertiva”. Segundo ele, “a tutoria é o primeiro passo para agregar ainda mais qualidade ao que já vem sendo desenvolvido no Hospital da Criança. Esse é um fomento para a instituição, para que a gente tenha resultados significativos em relação aos transplantes que serão, sim, realizados aqui”.

A cerimônia contou com a presença de crianças e adolescentes que passaram por transplante hepático ou aguardam o procedimento. Entre elas estava Ana Júlia Rocha, 18 anos. Sua mãe, Iracilda Rocha, relembrou as dificuldades de passar pelo tratamento longe de casa: ela precisou sair do emprego e passar um ano com a filha em São Paulo.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke