Expectativa para realização de ressonância magnética

15/10/2021

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) se prepara para oferecer exames de ressonância magnética. Na quarta-feira (13/10/2021), foi realizada cerimônia que simbolizou a liberação de nove milhões e meio de reais, para a compra do equipamento e adaptação do espaço destinado à realização destes exames.

A cerimônia, realizada no Palácio do Buriti, contou com a participação da primeira-dama do Distrito Federal. Mayara Noronha; do secretário de Saúde, Manoel Pafiadache; da secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani; do presidente do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA), Eduardo Chaves da Silva; da presidente da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), Maria Angela Marini; do presidente do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), Francisco Cláudio Duda; e do superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem.

Segundo o secretário Pafiadache (foto acima), a liberação dos recursos para o novo equipamento é um momento significativo, pelo impacto que terá no diagnóstico dos pacientes. “O Hospital da Criança de Brasília já visualiza, daqui a um ano, poder atender 3.600 crianças com a ressonância magnética. Se o Hospital já tem uma alta resolubilidade e efetivamente faz suas entregas, imagine agora, com um equipamento desses!”, afirma o secretário.

A primeira-dama do DF destaca a importância da participação da sociedade civil para esta conquista. “O Hospital da Criança de Brasília é um orgulho para o DF, uma referência para o país e foi construído a várias mãos, o que é muito importante; é um hospital com padrão superior, se comparado aos hospitais públicos do nosso país. Que essa entrega simbolize a participação da sociedade perante o Governo do Distrito Federal”, diz Mayara Noronha (foto abaixo, à esquerda).

A liberação da verba se destaca por acontecer quando o HCB está prestes a completar 10 anos de funcionamento. “Isso é a prova que quando se faz algo com planejamento, engajamento e, acima de tudo, desprendimento por uma causa específica, a união de esforços da sociedade civil com o Estado proporciona conquistas como essa”, afirma Francisco Cláudio Duda, presidente do Icipe – instituição responsável pela gestão do Hospital.

Quando a ressonância magnética estiver implantada, o HCB prevê o atendimento de 20 crianças por dia: o exame ajuda no tratamento de várias doenças, como casos de tumores em geral, encefalites e doenças degenerativas neurológicas, por exemplo. Atualmente, o Hospital possui convênio com empresa externa para realização dos exames em caso de urgência.

Participação da Abrace

A verba destinada ao novo aparelho é resultado de um projeto apresentado pela Abrace ao CDCA em 2016. Com os recursos recebidos do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente (FDCA) por meio do Conselho (que faz parte da Sejus), a expectativa é que o equipamento esteja disponível em outubro de 2022.

“A criança do Distrito Federal que está em tratamento de câncer ou outras doenças de alta e média complexidade tem onde ser atendida com qualidade e excelência. Nunca nos afastamos do projeto do HCB – pelo contrário: somos parceiros. Temos caminhado juntos e, agora, chegou o momento de fazermos essa aquisição, com a participação do CDCA e da Sejus”, explica a presidente da Abrace, Maria Ângela Marini (foto acima).

Para a secretária de Justiça, Marcela Passamani (foto acima), esta entrega demonstra a importância dada às crianças: “Estamos falando da compra de um equipamento que transformará, salvará, cuidará de tantas crianças que já se encontram na lista de espera para realização desse exame”. O presidente do CDCA, Eduardo Chaves da Silva, concorda: “Damos mais um passo significativo em direção à cidade que entende o que é prioridade absoluta da infância e da adolescência e como isso é um princípio constitucional”.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke