Crianças internadas no HCB andam de montanha-russa sem sair do Hospital

15/10/2020

 

Crianças internadas no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) se divertiram em uma montanha russa, saltaram de paraquedas e participaram de um safari. Tudo isso aconteceu na quarta e quinta-feira (14 e 15/10/2020), como parte da programação da Semana da Criança do HCB – que conta, também, com sugestões de atividades online selecionadas pela equipe do Núcleo de Comunicação e Mobilização (NCM) do Hospital.

Os passeios foram realizados por meio de óculos de realidade virtual e vídeos de até três minutos de duração; a tecnologia utilizada fez com que as crianças se sentissem fora do HCB. Ao final da ação, 11 óculos foram doados ao Hospital pelo projeto Alegria Virtual – oito deles têm tamanho adequado para crianças de até cinco anos de idade. Grazielle Novais (foto acima), nove anos, se empolgou com o vídeo que mostrava animais: “Eu vi um tubarão e um elefante”, contou a menina, que também insistiu em compartilhar a diversão com o pai, Enivaldo Novais.

A partir dessa primeira experiência, o NCM estudará formas de ampliar o uso dos equipamentos para outras atividades do Hospital. Os óculos podem ser higienizados com álcool em gel e seu uso foi acompanhado pelo Serviço de Controle de Infecções do Hospital, para garantir a segurança das crianças.

Segundo o superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, o uso da realidade virtual vai ao encontro do atendimento humanizado oferecido pelo Hospital. “As crianças passam por tratamentos longos, porque têm doenças crônicas e complexas; muitas precisam passar por longos períodos de internação. Esses óculos são uma oportunidade de se distrair sem interromper o tratamento e fazem do hospital um ambiente mais agradável. Isso é importante, para que as crianças continuem se sentindo crianças e se sintam mais abertas aos procedimentos”, afirma Rehem.

Giovana Oliveira concorda com o superintendente. Acompanhando a irmã Andressa Oliveira (foto abaixo), sete anos, ela conta que se animou ao ver a irmã com os óculos. “Eu achei essa ideia incrível, tenho certeza que ajuda muito as crianças – como estamos no Hospital, a Andressa precisou comemorar o Dia das Crianças antes, mas essa ação foi muito interessante”, disse ela. Já Andressa se divertiu com o vídeo: “Estou vendo um tubarão, ele quase me mordeu!”.

O projeto Alegria Virtual é realizado pela agência de comunicação Casa Mais, de São Paulo, especializada em realidade virtual – esta é a primeira ação realizada em Brasília, a convite do HCB. “A gente percebe que, com os óculos, você sente realmente que está em outro lugar; já encontramos vários estudos que dizem que isso ajuda a amenizar a ansiedade. Ver a alegria no rosto das pessoas é uma das coisas no mundo que o dinheiro não paga”, afirma o diretor da agência, Fábio Costa.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke