Brincadeira é coisa séria

23/05/2022

Entre os dias 23 e 27 de maio não vai faltar diversão para as crianças e os adolescentes do Hospital da Criança de Brasilia (HCB).  Jogo da Velha, Totó, teatro,  contação de história, musica e passeio de carrinhos elétricos estão entre as opções da “Semana do Brincar”, em comemoração ao 28 de maio Dia do Brincar no Brasil e em mais de 40 países do mundo.

Essa data é importante para reforçar que brincar é um direito de todas as criança (Art 31º da Convenção sobre os Direitos da Criança) e que atividades lúdicas beneficiam seu desenvolvimento em aspectos como a criatividade, a educação, o bem estar e a convivência comunitária.

A supervisora de voluntariado e de pedagogia hospitalar, Suely Lemos, afirma que o a inserção do brincar no ambiente hospitalar tem repercussões favoráveis para as crianças e adolescentes hospitalizados. O brincar é um elemento importante para o desenvolvimento, saúde e bem-estar daqueles que estão em tratamento médico. Ao brincar a criança melhora sua comunicação, socialização, expressão de sentimentos e emoções, além da
compreensão dos procedimentos médicos, de sua doença e hospitalização, diz Lemos.

No último dia, sexta-feira (27), a Semana do Brincar conta com uma convidada especial: a presidente da Associação Brasileira de Brinquedotecas, Maria Célia Malta Campos. Ela ministra o webinar “O papel do brincar na hospitalização de crianças e adolescentes”. Segundo Maria Célia, a brincadeira deve ser institucionalizada como prática hospitalar. “Se o brincar faz parte da vida e se o hospital está preocupado com a vida, com o resgate da saúde, então, o brincar tem que acontecer dentro dos hospitais”.

A doutora em psicologia escolar ainda ressalta que, “É necessário observar a criança no ponto de vista da evolução dela nas brincadeiras. Ela se comunica assim, é, sobretudo, uma forma de linguagem. Ela permite, a quem está observando, perceber em que fase da evolução ela está. Não tem a ver com a idade, tem a ver com o momento de vida”, diz Maria Célia.

O Hospital da Criança de Brasília mantem uma equipe especial de profissionais, estagiários e voluntariados dedicados a promover a brincadeira em três brinquedotecas no ambulatório e em cinco Espaços do Brincar para os pacientes internados.

Veja abaixo a programação do evento:

ARQUIVOS PARA DOWNLOAD