Ações para reduzir riscos

10/07/2020

O Serviço de Controle de Infecção (SCI) do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) apresentou as ações tomadas pelo setor desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil. Responsável por medidas que reduzam os riscos de contágio tanto pela Covid-19 quanto por outras doenças, o setor realiza palestras e treinamentos dentro do HCB, para que todos os funcionários estejam preparados.

“Desde o início, alinhamos os principais dados sobre a doença e temos a parceria de todos da gestão: juntos, conseguimos fazer um grande trabalho. Temos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), treinamentos e a adesão da equipe”, conta a gerente de Gestão de Qualidade do SCI, Marina Franco. Para ela, um dos maiores desafios enfrentados pela equipe é se manter sempre atualizado, mesmo com informações que vão de encontro umas com as outras. “Tentamos trazer mais segurança e apoio à unidade assistencial, para que a informação chegue de forma mais coesa e mais rápida possível”, conta a gerente.

O SCI – que, durante a pandemia, passou a trabalhar mais próximo à área assistencial do HCB – emite notas informativas sobre o novo coronavírus e acompanha casos suspeitos e confirmados da doença. Foi elaborado um formulário específico para facilitar a notificação; além disso, o setor informa diariamente sobre a situação das crianças atendidas na UTI específica para Covid-19 – desde as que estão com suspeitas até as que já negativaram os testes. Diariamente, são divulgados dados com o número de usuários já testados, positivados e negativados

Em conjunto com o Núcleo de Comunicação do HCB, foram preparadas artes didáticas sobre paramentação, explicando quais os EPIs adequados a cada tipo de atendimento. Além disso, foram criadas sinalizações para identificar usuários com ou sem coronavírus e com suspeita da doença, e para indicar crianças com baixa imunidade, com o objetivo de tornar o atendimento mais seguro.

A equipe assistencial foi preparada pelo SCI para realizar os atendimentos com segurança. Entre os treinamentos realizados, se destacam a internação em caso de suspeita de Covid-19 e os cuidados com criança diagnosticada com o novo coronavírus que precise de procedimento cirúrgico. Os profissionais também foram orientados quanto a casos de óbito, embora nenhuma criança com Covid-19 tenha falecido no HCB.

O Serviço de Controle de Infecção estendeu essa atenção a outros setores do Hospital: funcionários da manutenção, higienização e hotelaria também passam por treinamento para que executem suas atividades sem se arriscar.

 

Texto: Ana Clara Botovchenco
Edição: Carlos Wilson
Gerência de Comunicação: Ana Luiza Wenke