I Jornada de Cuidados Paliativos em Pediatria

Inscrições encerradas

06 e 07 de abril de 2017
Auditório da Faculdade de Ceilândia - FCE, Universidade de Brasília (Centro Metropolitano, conjunto A, lote 1 — Ceilândia Sul CEP: 72220-900 - Brasília-DF)

 

A realização da I Jornada de Cuidados Paliativos em Pediatria foi planejada para provocar a inquietação de profissionais de saúde, médicos especialistas, pediatras, comunidade e gestores para a relevante questão da integralidade da atenção de crianças acometidas por doenças crônicas graves. Enquanto no nosso meio o foco da assistência ainda é a doença e a atenção é primordialmente nosocomial, em vários países do mundo já se estabeleceram protocolos e diretrizes que habilitam a família e a comunidade para lidar com as doenças que não têm cura e que se revestem de maior vulnerabilidade a complicações e terminalidade precoce na infância e na adolescência. A abordagem necessariamente perpassa pelo envolvimento de equipes multi e interdisciplinares, construindo a linha do cuidado e proporcionando os meios técnicos e emocionais ao paciente e à família para lidar com os diferentes tipos de luto. O luto de receber a notícia da ausência de boa saúde, dos riscos envolvidos incluindo a possibilidade de terminalidade precoce e o luto vivido com a concretude da morte. Viver essa difícil experiência amparados por profissionais preparados para lidar com esse método, permite que pacientes, familiares e comunidade (escola, igreja, associações de bairro, etc.) possam se mobilizar, vencendo os “medos” e proporcionando a melhor assistência e qualidade de vida a essas crianças, preferencialmente no seu lar e na sua própria comunidade.

 

OBJETIVO

Ao final do evento, espera-se que um grupo significativo de pessoas tenha obtido informação qualificada sobre o “estado da arte” em cuidados paliativos pediátricos, produzindo uma mudança cultural nos hospitais e unidades de saúde que fazem atenção pediátrica em Brasília, sob a ótica da linha do cuidado. E, que esse grupo se mobilize para estabelecer um Programa de Cuidados Paliativos Pediátricos na rede SES/DF. 

 

PROMOÇÃO

  • Hospital da Criança de Brasília
  • Hospital Regional de Ceilândia
  • Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal

 

​APOIO

  • Sociedade de Pediatria do Distrito Federal 
  • Coordenação de Redes e Integração de Serviços da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal; 
  • Coordenação de Pediatria da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal. 

 

 

ATENÇÃO

* Estão isentos de taxa de inscrição: Servidores da SES-DF, Associados da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, funcionários do HCB, Abrace e ICIPE.

* Do arrependimento ou desistência (Art. 049 do CDC: "O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de sete dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio").

 

 

CONTATO

Centro Integrado e Sustentável de Ensino e Pesquisa - CISEP

Hospital da Criança de Brasília José Alencar – HCB

E-mail: cisep@hcb.org.br

Telefone: (61) 3025-8482

 

 

 

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR (06/04)

8h às 8h30 - Credenciamento

8h30 - Cerimônia de Abertura

09h - Condições crônicas pediátricas – o cuidado além da cura

Andrea Nogueira Araújo, Pediatra e Diretora do Hospital Regional de Ceilândia

9h30 às 12h30Mesa Redonda: Terminalidade

Limitação do Suporte de Vida e cuidados paliativos para crianças: o cenário no Brasil

Patrícia Lago, Pediatra intensivista - Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Terminalidade no período neonatal: Limitação do Suporte de Vida e cuidados paliativos

Neulânio Francisco de Oliveira, Intensivista neonatologista - Hospital Materno Infantil de Brasília

Cuidados paliativos, terminalidade, espiritualidade

Giselle de Fatima Silva, Psicóloga e Gerente de Psicologia - SES/DF

Perguntas e Discussão

12h30 às 14h – Intervalo para o almoço

14h às 15h30 - Mesa Redonda: Os cuidadores diante da terminalidade infantil

O luto experimentado pela equipe multiprofissional perante a morte de crianças e adolescentes

Silvia Coutinho, Psicóloga - Hospital de Apoio de Brasília

Cuidando do cuidador: ações de suporte à família

Aline Cristiane Cavichioli Okido, Enfermeira - UFSCar  

Perguntas e Discussão

15h30 às 18h - Mesa Redonda: Terminalidade na infância e adolescência

Terminalidade iminente, uma ameaça constante: o cuidado paliativo no câncer pediátrico

José Carlos Córdoba, Pediatra oncologista, Hospital da Criança de Brasília

Paralisia Cerebral grave: construir a linha do cuidado no Distrito Federal

Andrea Nogueira Araújo, Pediatra e Diretora do Hospital Regional de Ceilândia

Assistência tecnologia-dependente em domicílio

Laerte Honorato Borges, Programa Melhor em Casa - Uberlândia-MG

Os desafios da terminalidade nos casos de insuficiência renal

Luciano Máximo, Nefrologista pediátrico - Hospital da Criança de Brasília

Perguntas e Discussão

16h30 às 18h - Mesa Redonda: Os cuidadores diante da terminalidade infantil

O luto experimentado pela equipe multiprofissional perante a morte de crianças e adolescentes

Silvia Coutinho, Psicóloga - Hospital de Apoio de Brasília

Perguntas e Discussão

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR (07/04)

8:30 às 11 horas - Mesa Redonda: Envolvendo a comunidade

ABRACE: Inspirando a organização de novos grupos de suporte a famílias de crianças acometidas com doenças crônicas graves

Ilda Peliz, Presidente - Abrace

Musicoterapia: como proporcionar experiência transformadora de enfrentamento a partir da música

Claudio Vinicius, Musicoterapeuta - Hospital da Criança de Brasília

Programa de Educação Precoce da Secretaria de Educação do Distrito Federal

Albenira Soeira, professora - SEE/DF

Perguntas e Discussão

11 às 12 horas - Apresentação de pôsteres e inscrição para oficina de trabalho

14 às 16 horas - Oficina de trabalho: Construindo a linha do cuidado para crianças com paralisia cerebral grave no DF

16 horas - Encerramento

INSTRUÇÕES PARA TRABALHOS CIENTÍFICOS

Estão abertas as inscrições de trabalhos científicos a serem selecionados para apresentação na I Jornada de Cuidados Paliativos Pediátricos promovida pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar e Hospital Regional de Ceilândia.

Regulamento

  1. Temática

O tema deverá ser relacionado às estratégias adotadas para mitigar os impactos bem como promover o enfrentamento das doenças crônicas pediátricas que não têm perspectiva de cura e/ou têm a morte precoce como desfecho.  Trabalhos cujos objetivos fujam a esta temática não serão aceitos.

 

  1. Autoria

Poderão inscrever trabalhos, profissionais de saúde, alunos de graduação e residentes de programas médicos e multiprofissionais, professores e outros profissionais que atuem na área.

 

  1. Inscrição dos trabalhos
    1. O prazo para inscrição de trabalhos encerra-se no dia 24 de março de 2017.
    2. Para inscrever trabalhos, pelo menos um dos autores deverá estar inscrito no evento. Para cada inscrição no evento, poderá ser submetido um trabalho.
    3. As inscrições dos resumos deverão ser efetuadas, exclusivamente, por via online, no endereço eletrônico: http://www.hcb.org.br/eventos-tecnicos-cientificos/21. Não serão aceitas submissões enviadas por fax, correio, e-mail ou qualquer outro meio.
    4. Pesquisas e relatos de caso demandam a aprovação prévia pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP). Para efeitos de comprovação, a carta de aprovação do Comitê deverá ser anexada à submissão do trabalho.
    5. Não serão aceitos trabalhos teóricos de revisão de literatura.
    6. O resumo deverá respeitar os limites estabelecidos pelo sistema de submissão online de no máximo, 300 palavras e estruturado da seguinte forma: introdução, objetivos, metodologia, resultados e discussão.

 

 

4. Avaliação e seleção dos resumos

Os resumos serão avaliados por um comitê científico constituído para este evento. Os revisores emitirão pareceres individuais quanto à “recomendação” ou “não recomendação” do resumo. Em caso de empate, o resumo será enviado a um terceiro revisor, sendo considerada, para fins de decisão final, a avaliação da maioria dos revisores. Desta decisão não caberá recurso aos autores.

 

5. Trabalhos Aceitos

5.1 Os autores receberão um comunicado sobre a aceitação ou não dos trabalhos até o dia 31 de março de 2017.

5.2 O pôster deverá ser confeccionado pelo interessado no tamanho de 100 por 80 cm.

5.3 Os pôsteres deverão ser entregues na secretaria do evento,  no dia 07 de abril, a partir de 09h00.

 

6. Premiação:

6.1 A apresentação dos pôsteres será apreciada por consultores ad hoc que utilizando um instrumento específico avaliarão os trabalhos.

6.2 Os três melhores trabalhos serão premiados, sendo ponderados os seguintes aspectos:

  • Apresentação
  • Redação
  • Relevância
  • Originalidade (contribuição inovadora, que aponte soluções aplicáveis ao SUS.
  • Formulação dos Objetivos
  • Adequação da Metodologia aos Objetivos
  • Resultados e Conclusão (análises fundamentadas e coerentes com os objetivos propostos).

Cada item receberá uma pontuação de 1 a 3, e serão premiados os três trabalhos que receberem a pontuação mais alta.

                 6.3 A premiação será no dia 07 de abril, às 12:00 horas.