Um dia para os super pediatras

27/07/2015

27 de julho não é um dia qualquer no calendário do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB): nessa data, comemora-se o Dia do Pediatra, profissional que se dedica a cuidar da saúde de crianças e adolescentes. O HCB tem médicos pediatras em diversas especialidades e que foram homenageados, no auditório do Hospital, antes de iniciar suas consultas do dia.

Para a diretora técnica do HCB, Isis Magalhães, a pediatria “é uma especialidade que exige muita dedicação, muita tolerância, muita paciência, porque você trata com a família inteira, não é só com o paciente”. Ela comenta que várias pessoas imaginam que o trabalho com crianças seja difícil, mas essa não é a realidade. “Embora as pessoas achem que a criança não fala o que ela sente, muito pelo contrário: ela fala muito mais, ela é transparente; a criança, você lê inteira”, explica.

A psiquiatra infantil Tatiana Valverde (foto acima) também acredita que as crianças são “muito intensas e muito verdadeiras”, mas afirma que os médicos, enquanto adultos, precisam relembrar sua própria infância e “fazer uma conexão com a criança; acho que esse é o desafio, a gente transitar entre o mundo adulto e o infantil”.

Essa conexão é sentida pelos pacientes do HCB. Ryan Cavalcante (foto acima) tem 11 anos e é acompanhado por pediatras de diferentes especialidades. “Gosto delas porque elas tratam bem os pacientes, são legais”, diz o garoto, que fica satisfeito quando os médicos falam diretamente com ele (e não apenas para seus pais) sobre o tratamento. Ele pediu para participar da homenagem e acredita que um bom pediatra “tem que ter simpatia, ser legal com os pacientes e fazer brincadeiras”. Segundo Ryan, se os pediatras tivessem um superpoder, “iam ser elásticos, para atender muitos pacientes”.

A sinceridade e a personalidade dos pacientes não são as únicas coisas que atraem os médicos para a pediatria. Para Ieda Rabelo (foto acima), a resposta que as crianças dão ao tratamento também é surpreendente. “Elas têm uma plasticidade, tanto cerebral quanto do resto do corpo que me surpreende todos os dias”, conta a residente, que descobriu sua vocação para a pediatria enquanto auxiliava colegas no atendimento a crianças.

Os pediatras foram homenageados com um vídeo especial, que unia fotos e desenhos dos pacientes parabenizando seus pediatras.

 

Texto e Fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke