Sociedade abraça HCB e Icipe

30/04/2018

A possibilidade de que a gestão do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) deixasse de ser feita pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe) gerou demonstrações de apoio vindas da sociedade do Distrito Federal (e mesmo de outros países), culminando em um grande abraço ao HCB.

A diretoria da Associação dos Médicos de Brasília (AMBr) destacou a importância do HCB para a pediatria.  “O cronograma administrativo de tratamento de saúde da criança é fantástico e esse projeto que está vindo, com o segundo bloco ampliando o Hospital, não pode se perder de forma alguma”, disse Ognev Cosac, presidente da AMBr. A Associação também publicou, na revista Médico em Dia de maio e junho/2018, matéria com elogios ao trabalho desempenhado pelo HCB.

O Conselho de Saúde do Distrito Federal (CSDF), em ofício enviado ao presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), também expressou sua opinião sobre o HCB: "Reiteramos ser imprescindível que, quaisquer deliberações definitivas, jamais considerem a possibilidade de descontinuidade dos excelentes serviços prestados pelo HCB e que todos os esforços sejam envidados no sentido de correção de quaisquer problemas apontados".

As jogadoras de vôlei de praia Taiana Lima e Carolina Horta, em visita ao HCB antes de conquistarem o título  de campeãs do SuperPraia 2018, ficaram impressionadas com o ambiente, que consideraram tranquilizador. “É superimportante ter um hospital voltado só para criança e o clima aqui é bem leve, então você se sente bem. As crianças podem se divertir, tem espaço para elas”, observou Horta.

Parlamentares

Entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) e o  Sindicato do Comércio Atacadista do DF (Sindiatacadista), emitiram notas oficiais em solidariedade ao Icipe. Já a Defensoria Pública do DF auxiliou no acordo para manutenção do funcionamento do Hospital da Criança de Brasília

A manutenção do Icipe na gestão do HCB também foi defendida por parlamentares do Distrito Federal. O deputado distrital Joe Valle (foto acima), representando a Câmara Legislativa, afirmou que o Hospital é “uma instituição pública, amada, requerida e querida, necessária para a população”.

O senador Hélio José (foto acima), coordenador da bancada do DF no Congresso Nacional, também expressou a solidariedade dos senadores e deputados federais à gestão atual: “Todas as pessoas que estão aqui são testemunhas da importância do Hospital da Criança”.

Para o senador Cristovam Buarque (foto acima), o impasse criado em relação à gestão do Icipe é ligado à desconexão entre legislação e realidade. “Fizemos leis para regular o Estado e esquecemos de como dar sentimento às leis para que elas sirvam ao público, ao povo”, disse. Essa é a opinião, também, do deputado distrital Professor Israel. “Leis existem para nos servir, e não o contrário. Esse hospital é um exemplo claro de uma lei ultrapassada e que nós precisamos revisar, para termos mais dessa experiência para outros brasileiros e brasileiras que tanto precisam”, disse o deputado durante evento no HCB. O deputado Chico Vigilante conheceu o Hospital e afirmou que “em Brasília, não tem algo parecido” com o HCB.

Aprovação internacional

Elogios vindos de outros países também chegam ao HCB. Em março, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, já havia dito que, “sem qualquer exagero, este Hospital poderia facilmente servir de modelo para outros países”. Já a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS), divulgou nota em que considera o HCB uma “unidade de saúde de alta relevância” (veja anexo abaixo). 

O senador australiano Andrew Leming (foto acima) também conheceu o Hospital e gostou de saber dos programas de ensino e pesquisa em desenvolvimento. “Vocês estão treinando a próxima geração de profissionais de saúde; pessoas preparadas aqui acabarão trabalhando em outras partes do Brasil e mesmo fora do país, ajudando outros sistemas de saúde”, afirmou.

A indiana Manushi Chhillar, miss mundo 2017, (foto acima) também ficou impressionada com o HCB. Manushi que também é estudante de medicina, em passagem por Brasília par  participar de evento beneficente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae-DF), disse ter visitado vários hospitais em todo o mundo e poucos como o Hospital da Criança de Brasília: “Às vezes, as crianças têm medo de hospitais. A forma como ficam confortáveis nesse ambiente faz com que todo o tratamento seja mais divertido para elas”.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke