Saúde mental com apoio da educação

01/03/2016

A psiquiatra Inês Catão apresentou, no auditório do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), na sexta-feira (26/02/16), a palestra “Atenção em saúde mental à primeira infância: Uma experiência da Rede SES/DF”. Voltado a profissionais de saúde e educação, o evento abordou a parceria dessas duas áreas no diagnóstico e tratamento de transtornos psíquicos em crianças de até três anos de idade.  

Durante a palestra, Catão apresentou as ações de sensibilização e capacitação da Secretaria de Saúde do DF para que os educadores possam colaborar com o acompanhamento oferecido pelos psiquiatras. Segundo a médica, profissionais de educação teriam como auxiliar no diagnóstico e no tratamento precoce, já que têm mais contato com as crianças.

“Não se compreende uma criança sem o contato com a família e com a escola. Às vezes, a criança passa mais tempo na escola que em casa – e, com certeza, mais tempo na escola que no atendimento médico. Então, o relatório da escola é necessário”, explica Inês Catão.

A psiquiatra diz que, por terem contato diário com as crianças ainda na primeira infância, professores têm mais oportunidades de identificar, precocemente, sinais de transtorno psiquiátrico em seus alunos. Ela argumenta que essa parceria entre educação e saúde é extremamente importante: “a gente não consegue avançar no atendimento à criança se a gente não tiver esse contato muito estreito e bem-sucedido com a escola”.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke