Rufo dos tambores orientais

29/11/2015

Concluindo a programação do aniversário de quatro anos do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), o Hikaridaiko se apresentou no hall do HCB na sexta-feira (27/11/15). Com flautas e tambores, o grupo apresentou músicas japonesas aos pacientes, pais e funcionários do Hospital.

Antes da apresentação, Luís Felipe dos Santos, oito anos, tentava imaginar o que aconteceria no palco. “Fiquei um pouco curioso”, disse o menino, que gostou das músicas que escutou.

O primeiro impacto do Hikaridaiko sobre o público foi o som forte dos tambores, que encheu o hall do HCB e agradou quem está acostumado a músicas mais tranquilas. Foi o caso de Brenda Cardoso, seis anos. “O mais legal era o barulho do tambor”, contou a menina, que gosta “de escutar Galinha Pintadinha”.

O Hikaridaiko surgiu em 2005, depois que um grupo de amigos, em viagem ao Paraná, conheceu outro grupo de tambores japoneses e decidiu trazer a tradição oriental para Brasília – o HCB foi o primeiro hospital a receber uma apresentação.

O coordenador do grupo, Jefferson Hable, explica que este tipo de música “consegue transmitir bem as emoções. A pessoa fica feliz, fica triste – muitas das nossas apresentações conseguem emocionar as pessoas”.

Sthephanny Cardoso, oito anos, assistiu ao show com a irmã Brenda. Ela não ficou emocionada com as músicas, mas gostou de conhecer essa nova forma de música. “Achei legal, eu nunca tinha ouvido; tenho vontade de saber músicas assim, também”, afirmou Sthephanny.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke