Pintando o sete

09/12/2015

Na sexta-feira (04/12/15), os pacientes do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) mostraram seu talento para a arte. Reunidos no hall do HCB, eles pintaram quadros da Foundation for Hospital Art (organização norte-americana que produz kits de pintura em tela para serem utilizados em hospitais), trazidos por voluntários da empresa multinacional Softwares e Soluções SAP. Munidas de pincel e tintas, as crianças coloriram seis telas que, juntas, formam um desenho único.

Uma das telas foi reservada para os pacientes que estão na internação do HCB. Acompanhados de seus pais e supervisionados pelos voluntários, eles também participaram do momento artístico. “A gente pintou um lago e um golfinho”, disse Anna Luíza Sousa (foto acima), cinco anos.

Algumas crianças estão acostumadas a usar materiais como lápis e giz de cera para colorir desenhos em casa. Christian Gabriel (foto acima), sete anos, aproveitou o momento no hall para usar algo mais divertido. “Eu gosto de pintar com tinta e lápis de cor, mas tinta é mais legal”, garantiu o menino.

Gabryel Bernardino (foto acima), oito anos, foi um dos primeiros a se aproximar das telas e pintar os desenhos, antes apenas contornados em preto e branco. “Eu estou gostando muito de pintar, gosto de desenhar quando estou em casa”, disse Gabryel, que contou suas preferências artísticas: “Gosto de fazer desenhos realísticos, na verdade: desenhar pessoas, pássaros...”.

Para alguns pacientes, a experiência foi uma novidade. “Essa é uma das primeiras vezes que ele pinta um quadro”, contou Leide Daniel, mãe de Luan Daniel (foto acima), seis anos. Na opinião dela, a pintura “é uma atividade importante, ele interage com outras crianças”. Ao final da manhã de pintura, os voluntários levaram os quadros para finalização, e a obra de arte será trazida de volta ao HCB posteriormente.

O diretor comercial de serviços públicos da SAP, Jackson Borges, explica que a ideia de trazer os quadros ao HCB faz parte de uma ação anual de voluntariado organizada em cada regional da empresa. Eles já haviam trabalhado com os quadros da Foundation for Hospital Art em 2014 e, devido ao sucesso da ação, decidiram trazer  mais uma vez um dos desenhos para o Hospital da Criança de Brasília este ano.

O HCB foi escolhido a partir de sugestões de funcionários da empresa. “Quando você traz a arte, a pintura, que é muito alegre, estimula a criatividade. Na minha percepção, isso estimula o bem-estar da criança e auxilia o tratamento”, explicou Borges. “Acho que a parte psicológica e de motivação ajuda que o organismo tenha sua recuperação acelerada”, opinou o diretor da SAP.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke