Mulheres de força

08/03/2017

Oito de março é o Dia Internacional da Mulher, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1977. Para comemorar, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) faz uma homenagem às mulheres que lutam diariamente pela saúde de seus filhos, sobrinhos e netos atendidos no HCB.

Mulheres guerreiras como Meire Daiana de Barros, mãe de três filhos. Ela vem ao Hospital para tratar de seu filho mais velho, Vitor Hugo (foto acima, direita), de cinco anos. Meire afirma que não vai dar para comemorar a data esse ano, pois tem que cuidar dos filhos, do marido, da casa e ainda trabalhar fora. “Comemorar o dia no meio da semana fica complicado; eu comemoro mesmo é o Dia das Mães, que cai no domingo”, disse.

A filha de Eunice Nunes não pôde vir ao HCB por causa do trabalho. Para ajudar, Eunice trouxe seu neto, Arthur Azevedo (foto abaixo), nove anos, para a primeira consulta. “Eu vim ao mundo para ser o porto seguro da minha família, eles precisam de mim. Não estou aqui apenas para alegria; estou aqui para tristeza, para a dor e o choro. Eu sou a estrutura deles e quero ser sempre”, afirma, orgulhosa.

Luiza Oliveira é mãe de Thaynara Geórgia, 14 anos. Quando pensa no futuro da filha enquanto mulher, ela tem apenas um desejo: que a menina possa “planejar direitinho a vida dela, plantar o que é importante para puder colher lá na frente. Pouco a pouco, ela tem conquistado o espaço dela, eu só peço para que ela me escute, para que ela possa crescer – creio que ela terá um futuro maravilhoso”.

Isis de Lima (foto acima) tem 10 meses, mas sua mãe, Ivoneide de Lima, também se preocupa em fazer que a filha, quando crescer, tenha a força necessária para a vida. “Penso que nós, mulheres, temos de ser perseverantes sempre; temos que ter fé e muita força de vontade para enfrentar cada luta do dia a dia”, explicou. Ivoneide aproveitou para deixar seu desejo para o futuro de Isis e de outras mulheres do HCB: “que seja uma mulher sempre guerreira, batalhadora e que nunca desista de suas lutas e sonhos”.

 

Texto: Pollyanna Conrado
Fotos: Luís Felgueira e Pollyanna Conrado
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke