Ministro da Saúde visita o HCB

11/01/2017

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, visitou nesta quarta-feira (11), o Hospital da Criança de Brasília José Alencar. Ele e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg falaram com pais e pacientes em diversas áreas do primeiro bloco do Hospital e depois conheceram a obra do segundo bloco que deverá ser inaugurado ainda no primeiro semestre de 2017.
 
Em entrevista o ministro disse: que pretende levar a experiência do Hospital da Criança para outras regiões do país “ Pretendemos ampliar as parcerias para que o governo possa oferecer o serviço com esta qualidade em todo o Brasil”.

A segunda etapa concluída do Hospital da Criança de Brasília permitirá a ampliação de 22 para 202 leitos. Com essa capacidade, a instituição poderá realizar transplantes de fígado, rins e medula óssea. Da nova quantidade de leitos, 164 serão utilizados para internação clínica, cirúrgica, oncológica, cuidados paliativos e pós-transplantes e 38, para UTI.
 
O Hospital também terá centro cirúrgico com cinco salas, sendo duas conjugadas para transplantes, centro de diagnóstico especializado, centro de ensino e pesquisa, hemodiálise, hemoterapia, quimioterapia, etc. Com o novo prédio, que terá ativação progressiva dos serviços, o HCB poderá realizar cerca de 8500 consultas médicas, 250 cirurgias de médio e grande porte, 850 diárias de UTI e 500 internações por mês.
 
A obra é fruto de um convênio  celebrado entre o  Governo do Distrito Federal (GDF), a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace) e a Organização Mundial da Família (World Family Organization - WFO) no valor de R$ 102 milhões. Desse total, R$ 82 milhões são do GDF e US$ 10,5 milhões, da WFO. Além de contribuir com recursos, a instituição internacional WFO fabricou e monta o espaço físico, planeja e vai adquirir o mobiliário, equipamentos e materiais médico-hospitalares, além de fornecer fluxos, processos e treinamento de pessoal.
 
O Hospital da Criança de Brasília atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é especializada no atendimento pediátrico em diversas áreas como cardiologia, genética clínica, nefrologia, ortopedia, hemodiálise e pneumologia.