Manhã de homenagens

05/08/2012

Matéria publicada no jornal Correio Braziliense (DF)

Para comemorar o Dia do Pediatra, em 27 de julho, nada melhor do que homenagear aqueles que tanto se empenharam e lutaram pela construção e pela consolidação do tão sonhado Hospital da Criança de Brasília, batizado com o nome do maior benemérito da instituição, José Alencar. Ao lado da mulher, Mariza Campos Gomes da Silva, Alencar colaborou e se empenhou em conseguir tudo o que o hospital precisava para deixar de ser apenas um sonho do grupo de pediatras do Hospital de Base de Brasília e se tornar a mais doce e importante realidade.

Hoje lá está o hospital, maravilhoso, bem estruturado e organizado, funcionando como mandam todas as regras exigidas para abrigar crianças com câncer e demais hemopatias. Ele foi construído pela Abrace, que, num ato de desprendimento, o doou ao Estado, para tornar possível a transferência da Unidade de Pediatria do Hospital de Base e o Núcleo de Oncologia e Hematologia do Hospital de Apoio para o novo hospital e, num novo e avançado modelo de gestão, seguir em frente com equipamento, aparelhagem e infraestrutura de última geração.

Andar por aqueles corredores, salas e demais dependências é, para todos aqueles que participaram da epopeia da construção, que venceram os obstáculos dos mais diversos tipos, fazer parte de uma realidade hoje palpável, concreta.

Durante a cerimônia de inauguração, presidida pela presidente do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), Ilda Peliz era a emoção em pessoa, ao apresentar a todos o Primeiro Centro de Pediatria Especializada do Distrito Federal, apontando os “princípios e os valores que hoje permeiam a conduta dos profissionais e consolidam o legado da pediatria no Distrito Federal”.

O médico Oscar Mendes Moren, que chefiou a Unidade de Pediatria do HBB durante 30 anos, hoje aposentado daquele serviço e artista plástico, doou à instituição um trabalho em aço escovado e óleo sobre tela, batizado com o nome de Amor infantil. Em seguida, recebeu a placa comemorativa, agradecendo emocionado.

O médico Jair Evangelista da Rocha, que foi chefe daquela unidade entre 1991 e 2007, recebeu a homenagem também com uma placa e agradeceu igualmente sensibilizado.

A médica Maria Nazaré Petrucelli, que formou o primeiro hematologista pediatra da Unidade de Pediatria do HBB, Edvaldo Cavalcanti, foi grande incentivadora da criação da Associação de Pais de Crianças com Leucemia, de onde surgiu o embrião e o berço da Abrace. Foi homenageada com emoção pela equipe.

Conduzindo a Unidade de Pediatria do HBB desde 2007, com a aposentadoria de Jair Evangelista da Rocha, a médica Elisa de Carvalho foi uma baluarte nesse processo de transição, mudança e transformação da antiga unidade pediátrica daquele hospital para o novo prédio. Foi homenageada pela companheira de trabalho, Isis Quezado Magalhães – que, por sua vez, foi homenageada por Ilda Peliz e pelo diretor do hospital, Renilson Rehem.

A primeira equipe de pediatras do novo hospital também recebeu homenagens.

Toda a trajetória da pediatria no Distrito Federal foi perpetuada no saguão do hospital, com a inauguração de painéis com fotos que mostram “o ponto de partida”, o começo de toda essa história, hoje coroada com êxito.