Jornada nas estrelas revela o céu para crianças

13/02/2014

O Hospital da Criança de Brasília (HCB) recebeu, de 5 a 7 de fevereiro, o Planetário Tatanka, uma cúpula inflável que simula a abóbada celeste com o uso de microprojetores. O criador é Luis Cavalcante, professor de Ciência Sociais da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF).

“Em 2008, levei meus alunos a uma feira de ciências, onde visitamos um planetário móvel. Foi o que mais gostaram. Então decidi elaborar o projeto do Tatanka”, explica Cavalcante. Segundo ele, o objetivo é levar às pessoas que não tem condições de mobilidade e possibilidade para visitar grandes planetários, a oportunidade de “apreciar a mágica das projeções na cúpula”.

Luis já visitou diversos lugares para concretizar o sonho de fazer algo novo e diferente na vida das pessoas. “Quase 100% dos que participam nunca tiveram qualquer contato com planetários antes. Gosto quando perdem a noção de que é uma simulação. Essas exclamações provam o quanto as crianças se envolvem com aquilo tudo”, conta sobre as experiências vividas no Planetário Tatanka.

Com capacidade para até 35 pessoas, o planetário foi uma grande atração tanto para as crianças do HCB como para os pais e responsáveis. “Aprendi sobre coisas que vou precisar na escola. Aprendi sobre os planetas e fiquei mais inteligente. É divertido aprender dentro do planetário”, contou Lorena Lima, de 10 anos, após sua primeira sessão.

A Coordenacão de Comunicação e Mobilizacão deve contar com a presença do Planetário ainda esse ano como atividade complementar a outros eventos programados para o Hospital.