500 cirurgias em fevereiro

01/02/2019

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) faz esforço extra no mês de fevereiro para reduzir filas de espera por cirurgias pediátricas no DF. O Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), que faz a gestão do HCB, decidiu que, a partir de 1º de fevereiro, vai dedicar duas mil horas de profissionais de saúde exclusivamente para apoiar a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) nesta iniciativa e, assim, realizar mais de 500 cirurgias ao longo do mês.

O governador do DF, Ibaneis Rocha, se disse satisfeito com o esforço conjunto entre o Icipe e a SES/DF. “Fico muito feliz de saber que vamos ter, com o apoio da Secretaria, mas com a determinação dos profissionais desse Hospital, o atendimento de mais de 500 crianças nas suas cirurgias, de um total de 868 – vamos ultrapassar mais da metade das cirurgias em um mês. Queremos desafogar as filas para melhorar o atendimento e a saúde do Distrito Federal”, disse Ibaneis.

Os pacientes chegaram ao HCB por meio da Central de Regulação da SES/DF e já foram avaliados por cirurgiões pediátricos em consulta ambulatorial no Hospital. Após as consultas, foram identificadas 868 crianças com indicação cirúrgica, que ainda não foram operadas. Elas foram classificadas por níveis de prioridade, considerando a urgência para realização do procedimento cirúrgico. A mobilização respeitará a ordem de priorização.

O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, explicou que a contribuição do Icipe está alinhada à própria linha de trabalho do Hospital: “queremos fazer esse esforço adicional para atender essa quantidade de cirurgias, mas preservando a humanização, a qualidade e a segurança e contribuindo para a saúde das crianças, porque nosso lema é ‘a criança merece o melhor’”.

Segundo o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, “essas cirurgias têm uma importância muito grande, porque estavam represadas há muitos anos e trouxeram, para todos nós, uma preocupação muito grande”. O secretário afirmou ter “ótimas referências do Hospital”, por conhecer famílias que já foram atendidas no HCB.

As cirurgias serão realizadas de segunda a sábado. Para agilizar o preparo da sala cirúrgica, por exemplo, entre um procedimento e outro serão estruturadas equipes exclusivas de montagem e limpeza das salas. O HCB está estruturando, ainda, uma equipe assistencial dedicada à admissão das crianças com conferência prévia de documentação exigida para a cirurgia, como exames e termos de consentimento, conferência de tempo de jejum, auxílio na troca de roupas e retirada de adornos – tudo organizado para melhor aproveitamento dos recursos humanos (equipes) e físicos (salas cirúrgicas).

Para conferir maior segurança ao processo, as crianças com cirurgias agendadas para os primeiros horários da manhã serão internadas no dia anterior e as crianças que tiverem suas cirurgias finalizadas no final da tarde/início da noite também ficarão internadas para alta no dia seguinte.

Dentre os 508 procedimentos cirúrgicos previstos estão: 20 cirurgias urológicas (aparelho urinário), 16 neurocirurgias, 8 cirurgias oncológicas, 16 cirurgias torácicas, 28 cirurgias dermatológicas, além de 420 cirurgias como hérnias (hernioplastia inguinal bilateral, hernioplastia inguinal unilateral, hernioplastia umbilical), postectomia, hidrocele e orquidopexia.

Esta é a quinta vez que o HCB participa de mobilizações como essa. Desde 2014, o Hospital participa da iniciativa nacional da Sociedade Brasileira de Cirurgia Pediátrica, que anualmente mobiliza várias instituições no país para operar e diminuir a demanda por cirurgias pediátricas (sempre no primeiro sábado de maio, que antecede o dia das mães).