Hospital da Criança recebe mais de quatro mil pacientes

28/04/2012

Matéria publicada pelo Jornal da Comunidade (DF)

Por Bruno Lourenço

As crianças correm pelo hall de entrada. Se divertem nos brinquedos, enquanto os pais e familiares esperam sentados em sofás. Quem ouve a descrição da cena nem imagina que ela se passa em um hospital público do Distrito Federal. O Hospital da Criança de Brasília José Alencar, inaugurado em outubro de 2011, funciona graças a um convênio entre a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace) e o Governo do DF.

Segundo o diretor, Renilson Rehem, o centro de saúde possui todas as especialidades pediátricas e já realiza mais de quatro mil consultas e 500 sessões de quimioterapia por mês. A capacidade estimada por Rehem é de cerca de cinco mil consultas mensais. “Hoje já começamos a virar referência no país”, afirma o diretor.

Noventa médicos, assistidos por 23 enfermeiros e 60 técnicos de enfermagem, atendem nos 30 consultórios. Na unidade são tratados exclusivamente casos mais graves. A faixa etária atendida vai de 0 a 18 anos incompletos e pode chegar a 21 anos se o paciente ainda não tiver recebido alta.

O diretor garante que conseguir uma consulta não é difícil. “Dependendo do caso, os médicos das unidades básicas de saúde fazem o encaminhamento para cá”. Questionado sobre a possibilidade de casos graves não serem encaminhados para o HCB, o médico explicou que a pessoa deve entrar em contato com a unidade. “Se for realmente grave, nós damos um jeito”. O Hospital da Criança tem telefone exclusivo para marcação de consultas: é (61) 3025-8350.

A presidente da Associação Brasileira de Assistências às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), Ilda Peliz garante que todas as crianças que forem encaminhadas ao Hospital da Criança serão atendidas em até 15 dias e na hora marcada. “Os pais não acreditam que isso existe aqui no DF, ficam maravilhados”.

E não é difícil encontrar alguém disposto a elogiar o HCB. A aposentada Ivanete Cruz diz que o serviço prestado é perfeito. “Não tenho do que reclamar. A primeira consulta da minha neta no hospital foi um dia após a inauguração, hoje ela está praticamente curada do câncer”, afirma.

Nova ala

O prédio, construído com recursos doados à Abrace, foi entregue ao GDF que cedeu a administração para a instituição filantrópica. O valor da obra ficou em torno de R$ 15 milhões. Os equipamentos custaram mais de R$ 15 milhões, obtidos com o GDF e o Ministério da Saúde. A verba para a administração é repassada ao Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), criado pela Abrace. Cerca de R$ 3 milhões são recebidos mensalmente para as despesas. O hospital funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 19h. O GDF promete que, em 2013 ficará uma nova ala, com 200 leitos e UTI.