Hospital da Criança completa um ano hoje

23/11/2012

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) comemora seu primeiro

aniversario nesta sexta-feira.

Matéria publicada pelo jornal Correio do Brasil

A solenidade, às 10h, terá a presença do secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, e da viúva do ex-vice-presidente José Alencar, Mariza Gomes da Silva. A unidade também celebrará o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-Juvenil, com a inauguração do painel que conta a história da construção do hospital.

Da inauguração da unidade até o final do mês de outubro, o HCB realizou 257 mil atendimentos. Dentre eles, quase 148 mil exames laboratoriais (147.857) e perto de 53 mil consultas (52.703). Foram mais de nove mil diárias (3.631 internações e 5.783 hospital-dia), mais de seis mil seções de quimioterapia (6.643) e mais de duas mil transfusões (2.440).

Seminário

Como parte da programação de aniversário, o secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, e o secretário adjunto de Saúde, Elias Miziara, participaram como coordenadores dos debates do Seminário sobre Organizações Sociais e Parcerias na Área de Saúde no HCB, nesta quinta-feira, 22.

Em três mesas redondas, foram discutidos temas como Regime de Gestão das organizações Sociais em Parceria com o setor Público na Área de Saúde; Organizações Sociais e os Desafios dos Diversos Atores; O Estado Brasileiro e as Organizações Sociais: Reflexões a Respeito da Constitucionalidade da Parceria Constante na Lei 9.637/98; organizações Sociais no Estado de São Paulo e a Gestão em Parceria: o Hospital da Criança de Brasília.

O HCB é uma instituição pública e faz parte da rede da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. É mantido com recursos do GDF e sua gestão é feita pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe). Terciário e especializado em atendimento pediátrico, o hospital não tem emergência. Os pequenos pacientes são encaminhados pelos postos de saúde e hospitais da rede pública.

A unidade de saúde atende exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) crianças e adolescentes de 0 a 18 anos. Os pais que tiverem dúvidas podem ligar, em horário comercial, para o telefone 3025-8350 para mais orientações.

As instalações do HCB tem sete mil metros quadrados construídos, 30 consultórios médicos, 22 leitos de internação. Ainda será erguido um segundo prédio que terá dois pavimentos com 21 mil metros quadrados e 202 leitos (20 de UTI e 18 de cuidados intermediários), um centro cirúrgico e um centro de ensino e pesquisa.

A Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), instituição reconhecida e atuante no Distrito Federal, percebeu a necessidade de ir além da assistência às famílias de crianças portadoras de câncer. Portanto, moveu esforços e mobilizou a sociedade civil para erguer um centro especializado, com recursos plenos e gerenciamento eficiente para o tratamento integrado e multiprofissional da criança e do adolescente. Assim nasceu o projeto do Hospital da Criança de Brasília José Alencar.

Todo o serviço de oncopediatria do Hospital de Apoio e o ambulatório pediátrico do Hospital de Base foram transferidos para o Hospital da Criança. O funcionamento do HCB é financiado com recursos do Governo do Distrito Federal (GDF), que cedeu alguns profissionais de saúde como médicos, enfermeiros e nutricionistas.

Com foco no atendimento humanizado e com a preocupação de não retirar do paciente o direito de continuar sendo criança, foi priorizado no projeto do Hospital a luminosidade, o amplo espaço e as cores. O tema escolhido para a ambientação foi “Uma viagem de trem pelos biomas do Brasil”. Assim, cada unidade do hospital recebeu o nome de um dos sete biomas – Amazônia, Cerrado, Litoral, Mata Atlântica, Pampa, Pantanal e Sertão – caracterizados respeitando as diferenças de fauna e flora de cada ecossistema, com objetivo de traduzir a diversidade cultural do Distrito Federal. Além disso, existem duas brinquedotecas no local onde as crianças podem ficar enquanto esperam por procedimentos e consultas.

Trabalho voluntário

O HCB tem um programa de voluntariado estruturado em parceria com a Abrace para apoiar e oferecer atividades lúdicas e recreativas às crianças e aos adolescentes em tratamento e a seus familiares. São mais de 100 pessoas em 11 grupos. São eles:

- Alegria, alegria: realizam atividades recreativas com as crianças e os adolescentes, de acordo com a faixa etária e a condição de saúde do paciente. Atuam nas brinquedotecas e na Unidade de Terapia Endovenosa.

- AME (arte, movimento e expressão): aulas de expressão corporal conduzidas por voluntárias bailarinas.

- Amigos do leito: substituem o acompanhante por prazo determinado, no máximo quatro horas, para que ele possa realizar atividades como ir ao banco, estar com os outros filhos ou participar de alguma oficina no Hospital.

- Contadores de histórias: contam histórias, passando mensagens de motivação, superação e trabalham aspectos emocionais ligados à doença.

- Cuidando do acompanhante: realizam atividades ocupacionais com os acompanhantes como oficinas de artesanato, de orientações sobre o mercado de trabalho, dentre outras.

- Cuidando do cuidador: apoiam o Programa de Qualidade de Vida do Hospital, oferecendo atividades de entretenimento para os funcionários.

- Eventos: atuam nos eventos realizados pelo Hospital (recepcionistas, fotógrafos, atores, músicos).

- Palestras: voluntários com conhecimento sobre assuntos específicos e de interesse para o Hospital podem realizar palestras voltadas para os funcionários, os acompanhantes ou os voluntários.

- Posso ajudar?: dá suporte à recepção, apoiando no acolhimento às famílias. Recebe também visitantes previamente agendados (sextas-feiras de 14h às 18h) para conhecer o HCB.

- Sinfonia da saúde: têm como função realizar apresentações musicais para entreter as crianças, os familiares e os funcionários.

- Terapias integrativas: utilizam seu conhecimento em alguma terapia integrativa reconhecida pelos médicos do HCB para trazer bem-estar aos pacientes, acompanhantes e funcionários. São elas: reiki, arteterapia e body talk.