Conversas que ajudam a saúde

03/09/2019

Adolescentes acompanhados pelo grupo de diabetes do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) participaram de um piquenique na segunda-feira (26/08/19). A atividade marcou o encerramento de um ciclo de três encontros, durante os quais os participantes puderam se reunir e dividir suas experiências sobre como lidam com a doença.

Os participantes garantem que as reuniões tiveram impacto positivo. Ana Clara Freitas (foto acima), 15 anos, conta que sentiu medo quando foi diagnosticada com diabetes tipo 1, mas que o grupo mudou sua forma de conviver com o tratamento. “Saber que outras pessoas têm a mesma doença e estão todos no mesmo barco ajuda muito a entender que a vida não para, mesmo quando você descobre esse ou qualquer outro tipo de doença. Esses encontros me ajudaram, também, na questão dos cuidados comigo mesma: o que comer, contagem de carboidratos, exercícios”, explicou.

Durante os encontros, foram abordados assuntos relativos ao tratamento, como contagem de carboidratos e receitas saudáveis, de forma que todos pudessem contribuir com a conversa. A equipe do HCB também apresentou exemplos de pessoas famosas que, assim como os adolescentes, têm diabetes tipo 1.

Segundo Cassiana Cunha, nutricionista do programa de diabetes do HCB, essas reuniões ajudam na adesão ao tratamento, que pode ser cansativo por se tratar de uma doença crônica: “Os pacientes acabam perdendo a motivação, então estar com outros adolescentes que também possuem a diabetes tipo 1 auxilia no dia a dia com a doença”.

Para Andrew Pessoa (foto acima, à esquerda), 15 anos, participar do grupo auxiliou na adesão ao tratamento. “Hoje eu consigo me alimentar de forma correta, ser mais regrado, seguir direito as recomendações”, disse. O piquenique realizado no último encontro foi de comemoração, reunindo não só a equipe do HCB e os adolescentes, mas também alguns pais.

Amanda de Oliveira (foto acima), 14 anos, também aceitou melhor a diabetes. “Esse grupo me ajudou muito, principalmente pelo fato de eu perceber que tem mais pessoas da minha idade que já passaram pelos mesmos medos e experiências que eu, quando descobriram a doença”, afirmou a menina.

 

Texto: Lara Reina
Fotos: André Freitas
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke