Encanto de orquestra

29/01/2019

Entre os dias 23 e 31 de janeiro de 2019, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro realizou apresentações no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). As sete apresentações fizeram parte do projeto ‘Concertos da Saúde 2019’, parceria entre a Secretaria de Cultura do Distrito Federal e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal. O HCB foi um dos hospitais da rede pública de saúde escolhidos pelo projeto para a agenda do mês de janeiro.

“A Orquestra se subdivide em diversos grupos para mostrar as várias formas que ela possui de se apresentar”, relatou Roger Gomes, gerente técnico-operacional da Orquestra, responsável pelo grupo.

As performances contaram com músicos formando quartetos de cordas (violinos, violoncelo e viola), metais (trombone, trompete, trompas) e sopros (clarinete, fagote, flauta e oboé); trios de jazz (contrabaixo, trompete e percussão); e duos de violinos e violoncelos.

Victor Lizárraga e sua filha Victória Lizárraga, cinco anos, atendida pelo Hospital, estavam presentes em um dos dias de apresentação. Musicista, o pai se mostrou empolgado com a presença da Orquestra. “Estava mostrando para ela os instrumentos, falando o nome e como cada um funciona. Ela chegou a pedir para seguir as partituras dos músicos, mas ela ainda não compreende tudo”, admitiu Victor.

Cláudio Cohen, maestro da Orquestra, esteve presente no Hospital em uma das apresentações e, em conversa com a TV Brasil, falou sobre os sentimentos dos músicos a partir dessas visitas. “Os músicos, também, se emocionam, assim como as crianças, e percebem que estão fazendo um trabalho muito digno que leva o bem estar através da música, que eles tanto se dedicam”, afirmou o maestro.

“É sempre gratificante conseguir tocar e mostrar um pouco do instrumento, fazer com que eles conheçam um pouco do clássico popular que a orquestra trabalha, o que pode despertar o interesse deles. Dá um ânimo, sai da rotina também”, relatou o trombonista da Orquestra, Ricardo Pacheco.

Para a oncologista Andráa Barcellos, médica do HCB, a iniciativa de trazer atrações culturais é importante para as crianças. “As crianças ficam, às vezes, muito tempo internadas, muito tempo no tratamento e isso faz com que fiquem muito nesse ambiente hospitalar. Trazer esses eventos culturais para o Hospital tira um pouquinho dessa coisa de ficar só tomando medicação; tira um pouco o peso de estar em um hospital”, disse ela.