Crianças cortam o cabelo de policiais da PRF no HCB

12/12/2019

As crianças que vieram ao Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) na terça-feira (10/12/19) para atendimento ambulatorial encontraram, ainda no estacionamento, várias viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os policiais passaram a manhã no HCB e trouxeram, além dos carros, uma cadela farejadora de entorpecentes e brincadeiras sobre segurança no trânsito.

A diversão começou na entrada do Hospital, onde a cadela Eva, da raça pastor belga, demonstrou suas habilidades de faro; as crianças ajudaram a esconder objetos que ela precisou encontrar posteriormente. Além disso, foi possível brincar com outros cães que ainda estão iniciando seu tratamento.

Fernando Frensche, cinco anos, gostou de conhecer os cachorros. Seu pai, Alexandre Frensche (foto abaixo), contou que tanto ele quanto o menino ficam felizes quando é dia de atrações no HCB. “É sensacional, a gente se sente tão bem acolhido! Ele sempre vai para a brinquedoteca, mas hoje está ainda mais animado”, disse Frensche, enquanto se divertia com o filho.

No hall central do Hospital, alguns policiais fizeram fila para ter o cabelo cortado – e quem se responsabilizou pela mudança no visual dos visitantes foram as próprias crianças. Para o inspetor Rubens Bacellar (foto no alto da matéria, tendo o cabelo cortado), o momento é de solidariedade e afeto, funcionando como conscientização pelo combate ao câncer infantojuvenil. “Deixando que as crianças raspem nossa cabeça, nós ficamos fisicamente mais parecidos com elas. Essa é uma forma de passar nosso carinho para elas, e também recebemos o carinho delas”, afirmou.

O superintendente executivo adjunto do HCB, Gilson Andrade, elogiou a disposição dos policiais pelo “engajamento na luta contra o câncer” e ressaltou que a atividade aproxima as duas instituições. Já a coordenadora da ação, a inspetora Fátima Sousa, afirmou que a ação muda um pouco à forma como a PRF é vista. “Todos pensam na polícia como punitiva, mas também temos o papel de participar da vida da nossa comunidade. Aqui, estamos reunidos por uma causa especial e por pessoas especiais”, disse Sousa.

Ao longo da manhã, as crianças também puderam passear nas viaturas e tirar fotos com as motos dos policiais. Pedro Henrique Anjo (foto acima), sete anos, gostou dos veículos. “Não é sempre que a gente consegue conhecer essas coisas de perto, então é bom encontrar aqui no Hospital”, disse seu pai, Manuel Anjo, enquanto via o filho brincando.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke