Cooperação internacional

15/04/2019

A diretora executiva do Hospital Infantil Nelson Mandela, Mandisa Maholwana (foto acima), conheceu o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) na sexta-feira (12/04/19). Acompanhada da diretora técnica do HCB, Isis Magalhães, Maholwana visitou tanto o ambulatório quanto a Unidade de Internação do Hospital.

“O tipo de trabalho que os dois hospitais fazem é muito similar, então temos muito o que trocar no que diz respeito a conhecimentos e experiências”, disse a sul-africana. Durante a visita, ela se informou sobre as especialidades que o HCB oferece, elogiou a decoração da sala de tomografia e se surpreendeu com o uso da música – tanto como distração quanto como tratamento, na musicoterapia.

O superintendente executivo adjunto do HCB, Gilson Andrade, concordou que o Hospital Infantil Nelson Mandela tem elementos em comum com o HCB e afirmou que a área de ensino e pesquisa é “um ponto para se estabelecer um intercâmbio no futuro”. Maholwana também se interessou pela possibilidade: “Não há muita informação no que diz respeito à pesquisa clínica em relação às crianças na África do Sul, então essa troca de informação é importante”, explicou.

A visita foi viabilizada pela Secretaria de Relações Internacionais (SRI) do Distrito Federal – a secretária executiva da SRI, Renata Zuquim, acredita que “é importante apresentar o que o HCB tem de referência”. O chefe da Assessoria de Gestão Estratégica e Projetos da SES/DF, Sérgio Gaudêncio, destacou a possibilidade de intercâmbio com mais instituições internacionais. “A troca de informação é a melhor maneira de fazer com que as coisas melhorem sempre; acredito que essa perspectiva de cooperação com a África do Sul possa ser replicada com outros países”, afirmou Gaudêncio.

A segunda-dama do DF, Ana Paula Hoff, acompanhou a visita e considera o diálogo entre os dois hospitais muito importante. “É uma oportunidade de trazer coisas boas e levar coisas boas também, porque o Hospital da Criança tem um serviço de pesquisa que é fundamental para os tratamentos”, disse. A presidente da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), Maria Ângela Marini, também ressaltou a semelhança entre o HCB e o Hospital Nelson Mandela: “É um tratamento humanizado como o daqui”.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke