Batucada da saúde

18/03/2016

Na quinta-feira (10/03/16), os usuários do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) foram surpreendidos por um som pouco comum no HCB: percussionistas tocavam surdos, dobras, repiques e caixas, atraindo pais e pacientes para a área externa do Hospital. Era a Banda Batalá de Brasília, com seu repertório de samba reggae.

Várias crianças correram para a frente do HCB para acompanhar a apresentação. Entre elas, Sinaelly Santos (foto acima), seis anos, que aproveitou para tocar os instrumentos. “Achei o show bom, gostei de assistir e de tocar tambor. Nunca tinha tocado, gostei”, disse.

Para Ketlleen Queiroz (foto acima), seis anos, esse foi o primeiro contato com uma banda de percussão. “Não tinha visto ninguém tocando assim, achei diferente”, afirmou. Fã de música, ela quer ser cantora quando crescer: “O que eu mais gosto é de cantar, canto qualquer música. Eu tenho até um microfone de brinquedo”, contou.

Quem também aprovou a apresentação das percussionistas foi Júlia Pereira (foto acima), sete anos. “Nunca tinha visto um show de percussão, nem na televisão. Achei legal, gostei de tudo. Já disse para a minha mãe que, quando eu crescer, vou ser igual elas!”, garantiu a menina.

A Batalá foi criada em 1997, na França, pelo Brasileiro Giba Gonçalves, e existe em 14 países além do Brasil. Em Brasília, todas as integrantes são mulheres, regidas há 15 anos pelo maestro Paulo Garcia. “É a primeira vez que a gente se apresenta em hospital. Se apresentar aqui é muito gratificante para a gente, porque a música cura. A gente vem com aquela vontade de trazer uma energia boa, uma distração para as crianças que estão sendo cuidadas aqui e, também, para os pais”, diz o regente.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke