Auxílio nutricional a crianças com doenças crônicas

16/10/2016

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) realizou, na quinta e sexta-feira (01 e 02/09/2016), sua I Jornada de Nutrição Clínica. Buscando discutir a assistência nutricional pediátrica nas doenças crônicas, profissionais do HCB e de outras instituições de saúde do DF e do Brasil participaram do evento.

Mara de Boni (foto acima), presidente do Conselho Regional de Nutricionistas da 1ª Região (CRN-1), participou da abertura e destacou que alimentação e nutrição são princípios bastante importantes para o público infantil. “Os dois são requisitos essenciais para o crescimento e desenvolvimento de todas as crianças. Mais do que isso, são direitos humanos fundamentais, pois representam a base da própria vida”, afirmou.

A afirmação da presidente do CRN-1 foi reforçada por Lídia Diniz (foto acima), chefe do Núcleo de Nutrição e Dietética do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB). Ela lembrou que uma boa alimentação é importante em todas as fases da vida e ressaltou a importância do nutricionista para uma criança com problemas alimentares. “É um grande desafio. Nós lidamos de pacientes recém-nascidos prematuros ao extremo, pesando 500 gramas, até adolescentes pesando 100 quilos. É uma alta complexidade. Exige muito conhecimento e muita atenção”, disse.

Nivaldo Barroso (foto acima), coordenador da divisão de apoio técnico do Instituto Nacional de Câncer do Rio de Janeiro (Inca-RJ), falou sobre a prática de atividades físicas, essencial aos pacientes que precisam de reeducação alimentar. “Nós temos que ter o foco na prevenção. Mais de 60% de alguns cânceres poderiam ser prevenidos com alimentação saudável e atividade física”, alertou.

Outro ponto abordado foi o apoio interdisciplinar às crianças com enfermidades crônicas. De acordo com Isis Magalhães, diretora técnica do HCB, a participação de profissionais de diferentes áreas médicas é fundamental para o tratamento desses pacientes. Ela frisou que “é preciso que cada profissional entenda a importância da complementariedade e aprenda a trabalhar em rede. Todos são importantes para o nosso objetivo: cuidar do paciente”.

 

Texto e fotos: Augusto Almeida
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke