Aprendendo a cuidar

17/12/2017

Crianças atendidas pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) viraram médicas na sexta-feira (08/12/17). Elas participaram do Hospital do Ursinho, projeto organizado por estudantes de medicina da Universidade de Brasília (UnB) que oferece às crianças a oportunidade de usar a imaginação para cuidar de brinquedos “doentes”.

“Fiz um monte de exames para ele melhorar e ele não chorou na hora de tomar a vacina”, disse Sinaelly Santos (foto abaixo), oito anos, depois de atender o urso Fofinho – que estava com febre, dores e um machucado na pata. “Agora, o Fofinho está feliz. Gostei muito”, garantiu.

No início da brincadeira, as crianças davam nome ao urso e diziam os sintomas que o "paciente" apresentava. A partir daí, levavam o brinquedo para uma consulta, exames e até cirurgia. Samuel Batista (foto abaixo), 11 anos, chamou seu ursinho de Flufy. “Ele tinha dor de cabeça, um machucado no braço e asma, mas ficou bom no final e conseguiu sobreviver”, contou.

O Hospital do Ursinho existe desde 2014 e geralmente é realizado em centros de ensino. “Nossa ação era apenas em escolas públicas do Distrito Federal, mas percebemos a necessidade de atender crianças que já estavam dentro do sistema de saúde”, explicou Guilherme Buitrago, organizador do projeto. Segundo o estudante, que cursa o oitavo semestre de medicina, trazer a atividade ao HCB foi especial para os alunos: “É a primeira vez que estamos no Hospital; conhecer toda a funcionalidade e estrutura dele é de impressionar”.

Para Tainã Maria, que está no segundo semestre de medicina e foi paciente do HCB, a ação foi uma maneira de retornar ao Hospital. "Sempre gostei daqui; a clínica é muito boa, diferente de todos os hospitais da rede pública”, afirmou. Há um ano no projeto, ela acredita que essa atividade ajuda as crianças a se sentir mais tranquilas para consultas e outros procedimentos. “Às vezes, elas têm receio de tomar vacina ou de ir ao médico, mas depois que cuidam do ursinho veem que não precisam ter medo”, disse.

 

Texto: Michael Rios
Fotos: Allan Michael e Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke