Acordes no HCB

12/03/2014

Remédio musical - notas e acordes podem ajudar a amenizar a espera nas sessões de hemodiálise do Hospital da Criança de Brasília (HCB) . O músico Alan Cruz, 30, traz ao Hospital diferentes artistas sempre na última quarta-feira do mês. É um projeto que o voluntário da Abrace realiza no HCB. Voz, violão e colegas de diferentes instrumentos para tocar criam interação especial com as crianças. “ Me sensibilizo. Saio do Hospital sempre revigorado com a conexão que conseguimos com todos os pacientes”, comenta Alan.

O objetivo do projeto do músico é, além dos momentos vividos com pacientes, estimular outros artistas a aderirem a ação voluntária.  “Todo mês colegas diferentes tocam comigo no Hospital. Meu desejo é que, com esse primeiro contato, surja a vontade de retornar sempre", explica. Janaína Fernandes e Alex Carrasco já participaram do projeto com, respectivamente, violino e trompete. “É diferente de tudo que já fiz”, explica Janaína. “Uma experiência muito positiva".

Com pedidos que vão desde músicas infantis até sertanejas, o papel entre artista e ouvinte inverte. Crianças e adolescentes passam a dar voz e letra aos ritmos. “Acho que dificilmente alguém faz música exclusivamente com elas, então é quase como se os pequenos virassem artistas de um show”, complementa Alan Cruz.