A primeira aula de Taekwondo

02/08/2013

Começou hoje no Hospital da Criança de Brasília (HCB) a Oficina de Taekwondo, ministrada pelo voluntário Waldo Chaves, 26. A primeira aula foi um sucesso.

Em uma rodinha formada no centro da Sala de Terapia de Pais, a primeira aula de Taekwondo no HCB foi uma iniciação da arte marcial coreana. Com algumas explicações básicas e vídeos, a turma - inicialmente composta por cerca de dez meninos - ficou entusiasmada com cada palavra do professor e cena que assistia. “Tem que ter condicionamento físico, fazer flexões e alongamento. Eu aos sábados faço aula de balé para ter mais flexibilidade”, avisa o professor faixa preta. Os meninos ainda aprenderam alguns golpes iniciais e prometeram voltar. (Album do fotos)

Um dos mais animados foi Fábio Silva Júnior, 9 anos, ele não parou nem por um minuto de seguir os passos de Waldo. Mesmo com auxílio de oxigênio ele participou de toda aula. “Gostei bastante. Vou participar de todas às aulas. O que eu mais gostei foi dos golpes que já aprendi”, conta o aluno dedicado.

Waldo Chaves é voluntário da Abrace e atua no HCB no grupo de Arte Movimento e Expressão (AME) desde o início do ano. Agora ele, que já ensina arte marcial em Brasília, tem um encontro garantido com as crianças do HCB todas as sextas-feiras, das 10 às 11 da manhã. “Já trabalho com crianças de 5 anos, mas aqui o trabalho é mais delicado. Preocupo-me com as limitações de cada um. E fiquei impressionado que, mesmo com limitações, todos são muito atentos”, se entusiasma.

No final os alunos aproveitaram para tirar algumas dúvidas com o professor. Quais são as cores das faixas, qual a ordem delas, a partir de qual cor pode competir e qual o nome da roupa utilizada. Ficaram tristes ao saber que para ganhar a faixa preta é preciso muitos anos de treino e ter, no mínimo, 15 anos de idade.

As aulas são acompanhadas por pais e fisioterapeutas. E antes de participar, as crianças passam por uma avaliação física.