Ler para conquistar a Terra do Nunca

03/07/2017

A história preferida de Carlos Eduardo Leão, sete anos, é “Peter Pan”, do escocês J. M. Barrie: “Ele leva a Wendy, o Miguel e o João para a Terra do Nunca; o legal é que ele não cresce e voa”, explica o menino. Encantado com a história do garoto voador, ele quer ler, sozinho, as aventuras de Peter – e, para isso, conta com aulas no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).

Carlos Eduardo – ou Cadu, como gosta de ser chamado – teve que se afastar da escola para se tratar. Isso entristeceu o menino, que começava a ser alfabetizado. “Ele vê muitas pessoas lendo e fica zangado porque não sabe ler”, conta a mãe, Carla Ferreira. Apesar de já conhecer “o A-E-I-O-U e o resto do alfabeto”, como ele mesmo explica, Cadu deixou as aulas antes de saber formar palavras inteiras.

“Tenho três irmãos, eu sou o mais velho. Em casa, eu gosto de brincar de escolinha. Quando eu crescer, vou ser doutor”, conta Carlos Eduardo. Sabendo desse interesse, a equipe que atende o menino se mobilizou até encontrar Wilka Rocha, psicopedagoga que trabalha como auxiliar de brinquedoteca no Hospital. Desde março, eles formaram uma dupla: são aluno e professora.

“Vou sempre no finalzinho do dia; quando ele fica cansado, eu paro. No fim de semana, eu venho de acordo com ele – se ele quer de manhã, venho de manhã; se quer à tarde, venho à tarde”, explica Wilka. Segundo ela, Cadu é um bom aluno. “Ele é bem aplicado. Eu acredito que, se fosse na escola, ele seria aquele aluno que senta na frente, para tirar todas as dúvidas”, garante.

Carlos Eduardo gosta da professora e já aprendeu a escrever algumas palavras. “Eu sei o meu nome, o da minha mãe e os nomes dos meus irmãos”, conta, feliz. Com vários livros de atividades e um caderno, ele faz até dever de casa sem reclamar – no dia da entrevista, inclusive, ele tinha várias tarefas, já que Wilka estava prestes a entrar de férias. “Eu vou fazer todo esse dever! Quando ela não vem, eu estudo à noite, antes de dormir”, afirma o jovem estudante. A mãe se alegra de ver o empenho de Cadu: “O sonho dele é aprender, ele quer saber de tudo. Eu adoro isso!”.

 

Texto e fotos: Maria Clara Oliveira
Edição: Carlos Wilson
Coordenação de Comunicação: Ana Luiza Wenke